1 ano de Home Office!

01 setembro 2017 / By Francisco Eugênio

“Hoje é um dia marcante de modo particular para mim.”
Foi assim que eu iniciei um texto no Facebook a exatamente um ano atrás.
Para quem me conhece vai lembrar que este mês de agosto de 2017 estou fazendo um ano que abri meu próprio negócio, um home office. (Escritório em casa)

Um ano que sai do estágio para empreender só que agora com meu próprio negócio. Para alguns eu tomei uma decisão arriscada, e claro que foi. Antes de encarar este desafio fiz os cálculos que o evangelho nos sugere, durante alguns anos fiquei inquieto. Hoje vejo que não fui precipitado e nem perdi tempo. Na verdade, o meu maior medo foi correr o risco de nunca ter tentado.

Quero contextualizar para que você entenda um pouco mais:
Sou um jovem cristão católico, estudante de Design e tenho 25 anos.
Desde bem cedo sempre tive uma veia empreendedora (hoje consigo identificar bem esses traços) por sempre ter trabalhado junto a meu pai.
Meu pai sempre empreendeu e em cada novo desafio estava lá um menino magrelo ao lado dele.

Juntos já trabalhamos em diversos ramos, com isso foram diversos desafios vencidos, já trabalhos como feirante, padeiro, açougueiro, caixa de mercadinho, balconista, tivemos um ferro-velho, vendemos churrasquinho, tivemos dois self-service um deles iniciou com o churrasquinho citado agora, já fomos até produtores de carne seca e carne de sol e chegamos a fornecer para dois Shoppings do Rio de Janeiro.
Prometo um dia escrever um pouco sobre cada experiência vivida ao lado desse grande homem!

Hoje estou noivo e com o casamento marcado para o início de 2018, ano em que estarei formado Bacharel em Design pela faculdade UniCarioca.
Ano passado eu não estava noivo, consequentemente não estava com o casamento marcado e também não sabia se iria conseguir me formar no primeiro semestre de 2018, pois por motivos financeiros eu não conseguia me organizar e ter uma mínima segurança para tomar essas decisões, também me faltava tempo para dedicar a minha formação, tanto em cursos extras e até mesmo puxando mais disciplinas na faculdade.

Com a decisão tomada de abrir meu home office eu consegui finalizar uma etapa para que tantas outras fossem iniciadas.
Feito essa pequena introdução quero agora partilhar um pouco como foi este meu primeiro ano trabalhando em casa, os meus desafios e quais são minhas metas para o futuro.

1 ano de Home Office:
Eu poderia começar adornando este texto com muitas flores, deixando uma linguagem romântica tudo que vivi neste primeiro ano, o mesmo poderia fazer de modo contrário, dizendo que foi muito sofrimento, com luta, lágrimas e suor. Não manterei meu foco somente em um dos lados, buscarei descrever a verdadeira experiência que vivi.

O primeiro desafio foi mostrar aos meu familiares e amigos que sim, mesmo dentro de casa eu estava trabalhando e acredite nunca trabalhei tanto quanto neste último ano.
Para isso a decisão de realmente ter um local próprio para desenvolver meus trabalhos foi e é até hoje indispensável. Antes mesmo das pessoas ao meu redor perceberem que eu estou trabalhando eu tive que externar isso com uma postura profissional e um lugar reservado para isso.

Outro desafio foi a realidade financeira, quando eu sai do estágio seu não tinha nenhum cliente fixo, também ainda não tinha uma cartela de clientes, mas graças a Deus sempre tive um bom Networks e foi assim que no primeiro mês fechei um contrato anual com um cliente de Brasília – DF.
Também por me dedicar inteiramente a divulgar meus serviços pouco a pouco fui conseguindo novos freelas que apesar de não ser contratos fixos eram contratos temporários que me ajudaram muito neste ano.

A organização do tempo é uma questão que até hoje me preocupa muito, pois me conheço e reconheço que tenho déficit de atenção, que por sinal é algo mais comum do que eu imaginava dentre os profissionais das áreas criativas.
Isso sempre foi um desafio para mim, e não é de hoje, do tempo do colégio até hoje na faculdade, por isso tento tocar de uma forma diferente meus estudos acadêmicos.

Atualmente meu rendimento nos estudos melhorou apesar de meu tempo ter diminuído, mas calma não estou me contradizendo. Do mesmo modo que meu tempo diminuiu minha flexibilidade aumentou. Com isso consigo fazer mais coisas, ou seja, estou aproveitando melhor essa fase.
Além das sete disciplinas que estou cursando na faculdade estou fazendo um curso por fora e ontem (dia 31/08) dei-me de presente mais 05 cursos sobre design, marketing e social media.

Minhas metas:
Almejo para os próximos três anos: em primeiro lugar estar casado, em segundo formado e um pouco depois ser pai!
Junto a estes três passos almejo alcançar minhas metas profissionais. Há um ano eu deixei de ser empregado e virei empreendedor, meu desafio profissional agora é ser um empreendedor empregador, gerar emprego, pois tenho a plena certeza que neste mundo ninguém é bom sozinho e quero muito ter ao meu lado outros profissionais que queiram somar.
A minha ideia de gerar emprego está ligada a dois desafios que tenho, um é com o projeto do meu TCC que se Deus permitir ano que vem já partilho com vocês e o outro é o sonho de ter minha própria agência, uma Agência de Criatividade Católica, juntando profissionais de marketing, administração, design, ilustração, jornalismo, fotografia e demais áreas. Profissionais estes que contam com a Criatividade do alto.

Outra meta é fazer uma Pós-graduação, bem provável que seja voltada para a área do marketing digital / novas mídias / empreendedorismo. Pois atualmente estou estudando mais sobre esses três temas do que o próprio design.

Bom, é isso, caso você tenha reparado eu chamei este meu primeiro post de 1 ano de Home Office ao invés de 1 ano de empreendedor, fiz isso propositalmente pois hoje eu sei que não é o primeiro ano que estou empreendendo, sei que também farei isso mesmo se não estiver mais com meu home office.
Não sei se você percebeu também que eu repeti 10 vezes a palavra desafio neste post. Foi intensional, pois eu amo ser desafiado, pois isso me impulsiona. Por isso quero finalizar com duas frases, uma do Papa Emérito Bento XVI e a outra é uma frase que finalizei aquele post que fiz a um ano no Facebook.

“O jovem não tem medo do desafio, ele tem medo de uma vida sem sentido.” (Papa Bento XVI)

E por fim quero repetir o que disse há um ano atrás “vamos empreender!”

Sobre o Autor

Francisco Eugênio

Comentários

Parabéns pela sua história e sucesso nesses próximos anos.

Post Reply

Muito obrigado meu amigo! Estamos juntos… No que precisar só chamar!

Post Reply

Parabéns jovem! Somos parecidos! Também faço design, também tenho planos de abrir agência de comunicação católica, também sou home office. Que Deus te abençoe! Felicidades

Post Reply

Fala irmão, um prazer lhe conhecer! Estamos juntos me chama em algumas das minhas redes socias para trocarmos uma ideia. Forte abraço.

Post Reply
Deixe um comentário

* POR FAVOR, COMPLETE TODOS OS CAMPO CORRETAMENTE